janeiro 28, 2006

24 comentários:

Paulo Segurado disse...

Foi a primeira vez que visitei o blog e aproveito desde já para dar os parabéns pelo mesmo.
Aproveitava também, se não fosse indiscrição, para partilhar convosco o meu blog poético:

http://um-homem-no-tempo.blogspot.com

onde irei publicar muita da minha poesia feita ao longo destes últimos 8 anos.
Agradeço a disponibilidade e voltarei cá muitas mais vezes.
---
Atenciosamente,
Paulo Segurado

Su disse...

sempre belo, adoro passar por aqui e ficar....ficar...
jocas maradas

TMara disse...

os gatos têm uma sabedoria toda especial e sabem k se morre smp só. Bjs de luz e paz, amiga

wind disse...

E ainda bem que te apeteceu:) beijos

Adryka disse...

Olá amiguinha espero que estaja tudo bem contigo...Beijinhos

Vampiria disse...

Olá Raquel, já me enviaste alguns mails e eu dou por mim sem responder, so com a sensaçao bonita das tuas palavras, da tua lembrança. Obrigada, um optimo dia para ti!
beijo

greentea disse...

passei por aqui vinda de um outro lado mas fiquei sem palavras e tenho de to dizer. Só agora te conheço, te leio , só agora sei do teu nome.
A minha madrinha também se chamava assim - tal qual. Em sua homenagem, escolhi este pseudónimo para me inscrever num Concurso Literário, pois era obrigatório.
Não sei os resultados, só lá para Abril... Que fazer, então?

Aromas Do Mar disse...

Li-te embalada por esta música que é um sonho.

É sempre um prazer passar por cá.

Beijos da Lina/Mar Revolto

Folha de Chá disse...

De gatos percebo pouco, mas claro que não os maltrato. ;)

Kalinka disse...

Sempre original e belo, fico olhando esta forma de postar, uma imagem com as palavras sobrepostas!

Passei para te ler e ao mesmo tempo, agradecer a tua visita e comentário no meu kalinka.Obrigado.

Uma músiva suave a acompanhar.
Beijokas.

Teresa David disse...

Raquel,
Uma ligeira correcção: Segundo os 3 veterinários que fui consultando ao longo dos anos, devido a já ter tido ao todo 16 gatos, não ao mesmo tempo claro, o peixe é péssimo para os rins dos gatos, sendo preferivel dar-lhes carne, que, aliás, o meu só comeu isso sempre, e já tem quase 14 anos.Sempre detestou peixe. Salvo este pormenor adorei o que li, ou não fossemos ambas fãs dos bichanos.
Beijos
Teresa David

cm disse...

nada sei de bichanos...mas colo é colo para qualquer tipo deles...um dia feliz

Raquel V. disse...

Subscrevo na íntegra a Teresa David. Infelizmente, peixe é muito mau para os gatos.

francis disse...

Lindo. Excelente! :-)

ze_das_loas disse...

A paisagem urbana é desumana, tens razão. Nem os(as) gatos(as) respeita. O que vale é têm sete fôlegos. Como os poetas...

Beijos

alfinete de peito disse...

Vou ser sincero, este blog tem melhorado a cada post que lança cá para fora. Quanto aos gatos tenho alergia, mas as suas necessidades e compreensão em metafora são raremente compreendidas. As pessoas olham...mas não vêem.

Miau...Temos dito.

lazuli disse...

Que bom gosto, Raquel. As palavras subtilmente recortadas e a qualidade das fotos. Tudo tem um sentido, nem sempre á vista desarmada.
Tenho sido uma baldas no "nosso" blog, já pedi perdão do Dilbert..

Beijos

Fernanda G.

charlie disse...

Já fui gato de colo e gato de rua.
Morri atropelado e duma patada dum cão. Duma fisgada dum velho ranzina, e de enfarte por excesso de comida. Só me tenho já uma. Tenho esta última vida que me resta guardada para as tuas mãos.

Lyra disse...

ás vezes chamam me gato preto :) eu tenho muito de gato . um beijo doce Raquel.

TMara disse...

bjs de luz e paz, amiga

Anna^ disse...

Tanbém nós gostamos de atenção e carinho...como os gatos...temos q aprender a "ronronar"algumas vezes para q nos percebam :)))

bjokas grandes ":o)

Daniel Aladiah disse...

Querida Ana
Tu sabes como é difícil o período que atravesso. Voltarei, não me esqueci de ti... (continuas a escrever coisas bonitas)
Um beijo
Daniel

MAS disse...

Estou de volta... e desta vez tenho-as a elas.


Tenho saudades...

Beijinhos.

Sara / aRaS

Mitsou disse...

Querida Raquel,
Comecei lá em cima e fui lendo, sempre com o mesmo encantamento no olhar, a mesma emoção de saber-te arauto de sentires tão teus e de tantos nós. Fazes-nos bem, sabias? É. Há pessoas assim, como tu. E pessoas como eu, orgulhosas da "mana" mais nova. Muito!

Um beijinho doce, linda, e sabes que, mesmo em silêncio, nunca estou muito longe...:)