setembro 22, 2005

Insanidade consciente

Acordei em sobressalto. Ondas gigantes, enraivecidas, engoliam areias e rochedos como se fossem conchas abandonadas. E de súbito, porque os pesadelos são peças de teatro constituídas por fragmentos dispersos, tudo se aquietou... Mas via os meus registos de escritor empaparem-se... O esboço do meu livro desfazia-se na espuma mansa que restara da investida das ondas. E os meus olhos tentavam apossar-se de cada palavra que se desvanecia, incapaz de me apropriar dos meus próprios parágrafos.

Abri os olhos. O meu coração ainda não cabia no peito. Toquei-te muito ao de leve com as costas da minha mão na tua pele nua, sem desejar despertar-te. Como que a assegurar-me de que ali estavas. Como se fosses tu, cabelos, olhos, nariz, boca e corpo, as páginas perdidas do meu livro. Estavas ali, inteira. Acalmei. Vim ao de cima do pesadelo, submergi na realidade e na luz que entrava pela janela. Tornei as paredes do quarto opacas. Deixei de sentir nos pés a areia molhada.

E encostei a cabeça aos teus cabelos ondulados que se espalhavam pela almofada. Cheguei-me mais a ti. E repentinamente a água gélida do oceano invadiu-me aos borbotões e eu soçobrei nas ondas gigantes de novo e gritei. Gritei como nunca o fizera até aí. Gritei sem som. Porque ninguém me ouviu. Gritei como se fosse a última vez que pronunciasse o impronunciável.

O teu cadáver gelado contra o meu corpo fendeu para sempre a minha mente do meu ser. Emudeci, fiquei vítreo. Ficámos assim horas e horas a fio. Tu, gelada, ausente, e o calor do meu corpo a aquecer-te até nada restar da minha razão.

Apodrecemos. Mas nada disso me importou. Os teus belos cabelos ondulados colavam-se-me, enrodilhavam-se nos meus dedos. E as suas ondas eram as páginas, as palavras perdidas do livro por acabar. E os sábios do mundo decretaram-me louco. Mal sabendo que apenas existo nas memórias do que foste.

27 comentários:

mfc disse...

As memórias por vezes confundem-nos, muito mais quando sonhamos.
A tentativa de nos mantermos sempre ao lado de quem queremos bem, mesmo quando esse alguém já ali não está é um sonho recoirrente.
Muito bem construído este post.

Nilson Barcelli disse...

Raquel...
RAQUEL
R A Q U E L . . .!
Isto deve ser o melhor que já fez até agora.
Só não tenho a certeza porque ainda não li tudo o que escreveu.
Beijo-te como admirador da tua escrita e como teu amigo.

Anna^ disse...

Devorei cada palavra...cada frase.
Quem sabe...sabe!!!

bjokas ":o)

A.Mello-Alter disse...

Eu conheço um amigo meu, alentejano, que diria:
-O gajo tava com uma bubadeira naqueles cornos.

Não seria mais bonito se ela estivesse quente de desejo, abrisse as pernas e fizessem amor até ao raiar do dia?

Porque é que as coisas bonitas têm que acabar mal?

Å®t_Øf_£övë disse...

Raquel,
Adorei este teu texto.
Fiquei sem palavras perante tão profunda escrita...
Deixo-te o silêncio.
Bjs.

JMTeles da Silva disse...

Se fosse cá o Zé a pôr o comentário do alentejano acima excomungavas-me. Sempre quero ver qual vai ser a tua reacção.
Quanto ao texto deixa-me dizer-te que qualquer elogio soará bacoco.
Muito, muito bom é o que me sai. Continua a sonhar, menina!
Bjokas.

O Micróbio disse...

Fabulosas letras... Bom fim de semana... :-)

Daniel Aladiah disse...

Querida Ana Raquel
Gosto do texto, mas porquê no masculino?
Um beijo
Daniel

Angela disse...

Tanta dor, na partida e na saudade. Tanto julgamento, dos outros, da dor alheia.

GNM disse...

Raquel, gostei de te ler.
És uma criadora de coisas belas. É uma artista.

Continua a sorrir!

henrique.doria disse...

Finalmente pude ler-te aqui. O PG creio que já o recebeste, segundo creio. Espero que gostes.Este teu texto é algo próximo de um sonho que frequentemente tenho. No fundo, são os traumas do mar, porque, outrora, nos mergulharam nele como se fôssemos bonecos. É assim que estamos mergulhados na vida.

João Mãos de Tesoura disse...

Enquanto guardarmos os cabelos...
:)

Beijos

agua_quente disse...

Escrita perturbante, a tua! Não vou entrar por interpretações. Apenas ler-te e pensar. Beijos, Raquel.

TMara disse...

Terrível texto este. poderoso e terrível.
Dos pássaros ainda não houve retorno?
Bom f.s, amiga. bjocas

Friedrich disse...

O sentimento de um sonho que se desenrola por palavras, enriquecedoras de inasanidade mesmo que consciente, não deixam de transmitir a lógica de memórias perdidas, mesmo que não passe de um mero sonho...

Beijos, BFS!

amita disse...

Olá Raquel. Dizer-te que é um óptimo texto, já o sabes. Excelente a forma como a mensagem é passada. No masculino... porque sim. Sem mais, e com o prazer renovado de te ler, te deixo um franco e doce sorriso e um bjinho

Paula Raposo disse...

Lindo texto, gostei imenso. Obrigada pela tua visita, pelas tuas palavras, é verdade que tanta gente ficou pelo caminho, mas há sempre um que é mais especial!!! Até um dia deixar de o ser. Beijos

sonhos sonhados disse...

Keridos Amigos?

desculpem só agora contactar?
porém...
para além de andar uns dias atarefada,
também tive de resolver um pequeno ?problema existêncial?...
...sou humana
e
......................que humana ?chatinha?!!!

mas hoje...
com as ?pilhas carregadas?,
cá estou!

começo por distribuir beijux...
beijux... e ... beijux..................
para todos vocês.
...na verdade
já estava com saudades de vos ?rever?.

depois dos beijux e xis lambuzados...

...a lista tão prometida...
para que todos...
...cada um a seu ritmo
(pois a vida não nos permite estar constantemente a ?namorar? com esta máquina)
...possa escrever o seu poema.

não haverá prémio para este nosso desafio...
mas...
penso que o prazer de uma brincadeira com as palavras
é já por si uma grande motivação.

Keridos
...
preciso de pedir perdão...
pois apaguei alguns comentários,
que me chegam em estrangeiro
e
que mais não pretendem
do que fazer publicidade/s
que não interessam a ninguém...
...contudo...
?nessa raiva de safar...?
...fiquei com a sensação de ter limpo? um ou dois? comentários vossos.

como sou muito nabiça... com este novo mundo
agradecia
que se alguém não se encontrasse nesta lista
e
desejasse ousar este desafio...
...me enviasse de novo as suas palavras, sff.

................................
Perdãoooooooooo...
................................
a minha ignorância
...............................
para estas ?cositas?... é muito especial.

assim sendo
....parceiros de jogo..,
aqui segue a lista...
por ordem de chegada.

Propostas:

1-Karol
Sonho
Sensação
Anjos

2-Nita4ever
Desejo
Emoção
Magia

3-Maxikeiro
Paz
Guerra
Inatingível

4-Nelsinho
Sensibilidade
Alma
Paixão

5-Isabel filipe
Amor
Carinhos
Alegrias

6- Anatema
Escutar
Olhar
Amar

7-Talk talk
Estilo
Sedução
Charme

8-Orfeu
Lábios
Gelo
Vazio

9-Reverse
Mar
Homem
Dúvida

10-Rosinha
Fantasia
Sonhos
Sorrisos

11-Morsa
Montanha
Lago
Desfiladeiro

12-Sara
Amante
Solidão
Morte

13-Dulce
Mar
Sal
Carícia

14-Vero
Loucura
Amor
Saudade

15-Caiê
Saudade
Desespero
Esperança

16-Rajodoas
Mácula
Parábola
Regula

17-Paula raposo
Amor
Silêncio
Reencontro

18-Romero
Paixão
Rir
Chorar

19-Maria
Menino
Luz
Vida

20-Pecaaas
Querer
Ser
Morrer

21-Adesenhar
Coerência
Solidariedade
Igualdade

22-Riquita
Fruto
Boneca
Terra

23-Wind
Estrelas
Areia
Luar

24-Bloodymary
Desejo
Inesperado
Profundo

25-Armando
Liberdade
Ensino
Amor

26-Lina
Mar
Aromas
Saudade

27-Paulo Mcchina
Feliz
Orgulhosa
Irmã

28-Maresia
Amor
Alegria
Honestidade

29-Mily
Colina
Arco-íris
Brisa

30-Maria
Horas
Passado
Universo

31-Rita
Cor-de-rosa
Arte
Búzio

32-Grzl
Céu
Mar
Equilíbrio

33-Raquel V
Pétala
Pútrido
Luminosidade

34-Carmem
Flores
Sorrisos
Beijos

35-Penumbra
Penumbra
Luz
Orgasmo

36-Létinha
Origem
Fonte
Perfeição

..........................
Depois desta imensa lista
... peço apenas
que todos os participantes
-
façam o favor de ver se me enganei em algo
-
que me avisem se cortei algum comentário
(sem o pretender fazer, como já referi!)
-
que se todos estiverem de acordo
poderíamos utilizar os verbos nos tempos que desejarmos
(para isso preciso da vossa opinião...)
-
penso que as palavras repetidas podem ser utilizadas
várias vezes
ou apenas uma vez
(conforme o gosto
E necessidade... do ?escrivão?)
-
que mais alguém que deseje jogar...
????????se junte a nós...
pois
há sempre lugar para mais ?uns?...
-
que vejam se me falha ?qualquer cosita?...
-
..............................
Depois é começar a ?brincar?
com
muita inspiração,
garra
e
empenho.

Keridos
depois deste sermão...
escusam de pedir desculpa por todos os vossos erros cometidos...
porque por mais ?asneiras?
...que tenham realizado,
?????????..esta ?seca de discurso? ,
Perdoa tudooooooooooooooo.

Beijux grandes da létinha.

AS disse...

Querida Raquel,
Intenso, profundo, perturbador...
Ninguém fica indiferente a este texto!
Parabéns pelo teu talento!...

Um beijo grande

Alexandre Sousa disse...

Apenas um comentário de impõe: Excelente texto!

Nilson Barcelli disse...

Acho muito bem que te deleites em tão saborosos comentários.
Tens todo o direito a eles. Mereces estes e muitos mais.
Só que, pôrra, já há seis meses que não colocas um novo post para eu ler...
Beijinhos

Luis Silva disse...

No pedestal da tua cama;
observo a lua cheia;
na esperança de algum dia;
a poder esvaziar com amor;
chama e paixão.

Regozija-me o teu leito;
de verdade absoluta;
perante cada dia e cada noite;
em brasa e trémula;

por onde andais minha senhora;
caminhais sob estrelas de ouro?;
jamais te ouvirei neste oceano;
profundo e generoso;

Voltarei se as águas;
e a maré me empurrarem;
concerteza que sim;
porque o teu blog é lindo.

sonhos sonhados disse...

kerida Raquel

um texto fantástico!
gostei imenso...
és uma artista.

beijux létinha.

dam disse...

Raquel, mais um texto que me deliciou...;)

Ricardo Leal disse...

Como sempre, obrigas-me a beber das tuas palavras.

Beijinho

Adryka disse...

São sonhos minha querida, por vezes acho que deviam chamar-se só pesadelos. Beijinhos

Miguel de Terceleiros disse...

Damn go(o)d writing lady.
Fazes-me lembrar alguém com essa profundidade. Tens espelhos em casa?!