maio 26, 2005

Não anseio um reflexo de mim...


Não sorrias porque te sorri ou porque te falei. Não me estendas a mão sem que compreendas o alcance do teu gesto. Não desejo caracteres que fraquejem enquanto palavras. Podes deixá-las sem enfeites, sem mestria. Apenas humanas.

23 comentários:

Tão só, um pai disse...

... acorda ... bom dia ... já viste a chuvinha? Esta sabe-me bem ... está quentinha ...

augustoM disse...

Eu diria mais. Apenas humanas e verdadeira, porque só humanas, continuamos a correr um grande risco.
Um abraço. Augusto

JMTeles da Silva disse...

Eu só estendo a mão para pedir ou para dizer adeus. É de todo aconselhavel a minha amizade. Mas ando a tentar emendar-me, como já disse.
Um bom fim de semana para ti, moça!
Beijos.

jotakapa disse...

Sim... que seja autêntico e não apenas porque fica bem!

Tão só, um pai disse...

Ah, e isso de não dar a mão, sem medir as consequências, não tem a ver com aquela de ... "se uma pessoa dá a mão, até levam um braço" ... pois não?

Raquel V. disse...

:) Vejo que me compreendem :)

Excepto aqui o senhor T que acordou virado para a brincadeira :P



T,
aprendi logo em início de carreira duas importantíssimas lições que rapidamente percebi corresponderam à realidade.
Uma: Tem sempre a certeza do que estás a fazer, senão acabam por te dar a volta à situação e ainda acabas com as culpas (falava-se de designers gráficos versus colegas em gráficas).
Duas: Nunca dês lhes (aos accounts/gestores decontanumaagênciadepublicidade)dês uma mão. De seguida vai a outra, o braço, a perna...

Imagino que te referias a isso ;)

Tão só, um pai disse...

... eh ... e eu que julgava passar mais despercebido ... bom, não era bem "isso" o que eu queria dizer. Era assim mais ... brejeiro ... eh eh eh ... coisa bem disposta ...

Mitsou disse...

Para já, deixo o beijinho matinal e depois voltarei para filosofar sobre o teu post :))

P.S. Aproveitando a boleia, as minhas imagens já estão todas em formato .jpg. Mas obrigada na mesma, linda!

Raquel V. disse...

T,
e viva a bolinha vermelha, está visto :P

Eva Lima disse...

eu costumo estar presente qdo os amigos precisam...com pés, mãos e...o necessário.

bjinho

Raquel V. disse...

Eva,
Assim mesmo é q tem que ser!
Beijinho grande

gato_escaldado disse...

mto belo. palavras sem enfeites. nem mestrias. apenas humanas. bravo

beijo

stillforty disse...

Agradeço a visita ao Outra Face do Espelho e ao comentário que lá deixou. De facto, aquilo que me conta àcerca de comentários anónimos, foi exactamente o que sucedeu comigo.
Pessoas, cuja identidade desconheço, tentando "infiltrar-se" na minha vida pessoal, mails que nem dão para acreditar...assim vai o mundo blogueiro, e a vontade de desistir é, por vezes, mais forte.
Estou sempre para acabar, mas volto...até um dia.

stillforty disse...

Afinal, somos apenas humanos...

Daniel Aladiah disse...

Querida Ana
Nem com o reflexo nem com a sombra... o ideal é querermos uma estrela com luz própria no limite...
Um beijo
Daniel

Mitsou disse...

Beijinho de bom fim de semana, Amiga! Com muitos sorrisos, se faz favor :))

AS disse...

Raquel, a análise dos comportamentos é complexa. Nem sempre é fácil saber onde começa a hipocrisia e onde acaba a cortesia... mas entendo perfeitamente as tuas palavras e o desconforto que sentimos quando alguém a reage por reflexo...

Um beijo e bom fim de semana

Lord Of The Backstage disse...

"... was it love in your eye I saw, or the reflection of mine / you'll never really know for sure, you never really gave me time..."*
"

Just another way of putting it, maybe...

:*

Lord Of The Backstage

*Derek W. Dick, "Cinderella Search

Raquel V. disse...

LordOfTheBackStage

"So I talked about conscience and I talked about pain
And he looked out the window and it started to rain" (Marillion)

Tirada do contexto certo, i guess...

Foi um post aos posts, um post aos comments que por aí vejo em tanto lado, foi um delírio de uma noite sem sono...

Só se pode dar tempo a quem realmente o deseja, a quem não nos transforma em mera caixa de correio para deixar publicidade...


Big :*

Raquel V. disse...

PS: talvez um post ao vazio daquelas conversas que se têm num carro, num sofá, ao jantar ou apenas deitados... e de súbito ficas mudo e não interessa se estavas ainda a meio ou apenas no início...

Apercebes-te que se ficares silencioso ninguém dará por nada...

H. disse...

nenhuma das palavras do texto (forte) consegue ser tão forte como o título...
mto bom!

Eva Lima disse...

Bom Domingo...linda Raquel.

Bjinho

Raquel V. disse...

Gato_escaldado,
Um muito obrigada pela palavrinha "bravo"... curtinha mas forte... beijo


Stillforty,
Nem dito nem feito e "pimbas", levei com um embate... custa mas "up again"... poxa... Beijos


Daniel Aladiah,
O ideial custa a alcançar... um dia... Um beijo


Mitsou,
:))

(desaparecidaaaaaaaaa)


Frog,
hoje que estou escrever este comment, a palavra "complexa" ainda se tornou mais pertinente... Um beijo


Lost,
arranjasse eu frases mais fortes ainda para combater os que me magoam...
Beijinhos grandes :*


Eva,
:))