agosto 18, 2008




16 comentários:

Eremit@ disse...

Amiga, se passaste no Eremitério e as fotos tinham ido...passear, já as apanhei, com uma rede de borboletas e recoloquei.
Estive uns dias - dia e meio (?) quase 2 - com o Kanguru tão fraquinho, tão anémico, que nem abria a net, apesar de funcionar... mas coitado nem a 1/10 da potência...

quem teve esssas experiências e com tamto amor as guardou - teve, tem - pois ninguérm lhe pode tirar tudo isso, um bem inigualável.
Abraço fraterno e cá espero o texto para o nosso 6º Jogo e obrigada pelo excelente trabalho gráfico que fizeste. Não cumptri a "revisão" pelas razões acima referidas, mas já vi que tu e a Tmara resolveram tudo.E como smp, bem. Bem hajam.

TMara disse...

Raquel., comom om nosso amigo E. digo-te: também tenho boas , belas e doces memórias da infância e juventude. É certro k houve muitos esoinhos mas fazm parte da via e ajudam-nos amanter as cois
as em perspectiva. E o balanço final é belo, doce e terno.
E no mundo é um privilégio. A vida a dizer k somos amadas.

É bom k o não esqueçamos e estejamos gratas/os ____________
___________ de tudo fazendo bom uso por todas as outras crianças k nada disto tiveram.
Bjocas. Luz e paz e uma excelente semana :))

P.S - nadei sem bpor aqui passar. O Jorge ainda não tem a capa com o logótpio. O melhor é colocares assim mesmo, pois foi o k ele fez no site. Depois actualiza-se

Justine disse...

Comovente, a ternura com que falas das tuas recordações de infância!
Que enriquecedoras são:))
Abraço

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

GMV disse...

Passo para te dizer que ando a ler, calmamente, os teus escritos. Mas, principalmente, para te desejar tudo de bom, mesmo que seja só o dia de amanhã, e o outro, e ainda o outro...
Beijos.

Eli disse...

Gosto que as pequenas coisas sejam grandes quando vistas do coração.

:)

bettips disse...

Deixo aqui o meu encanto, pelas palavras tão belas e significativas do poder da "boa infância"! E sim, as rosas são do parque, a parte alta, tão bonita e esquecida!
Abçs

Joana disse...

Olá Raquel!
Venho agradecer o apoio que deixou no meu cantinho.
Como um primeiro "filho" será bem tratado mas como deve imaginar o nervossismo também é enorme.

Mais uma vez... muito obrigada pela visita... Voltarei cá :)

Beijinho

Até já!**

Sónia Pessoa disse...

Que bonitas palavras, que sentimentos bonitos... beijinhos

Mateso disse...

Também as guardei em pequenos búzios sonoros onde a alma do meu tempo vive. latente.
Linto, tanto.
Bj.

Carlos Barros disse...

Olá viva...
Obrigado pela visita...

Beijo

Mateso disse...

Um pequeno obrigada no meu azul.
Bj.

TMara disse...

e k bem k ficou a informação sobre o nosso colectivo livo...É como digo: quem sabe, sabe ;)
Bjocas
Luz e paz contigo minha querida

Paradoxos disse...

e sabe bem :-)

Júlia Coutinho disse...

Olá Raquel. De subito senti necessidade de passar por aqui.
Gostei de ter ler, como sempre.
Deixo-te um beijo

Paulo Tomás Neves disse...

Feliz Natal, Raquel, beijinhos