fevereiro 12, 2008

Que bom!



O Eremita, do blogue EREMITÉRIO - que vive "segundo o princípio de que as pessoas - em abstracto - são bem intencionadas. Ou seja: nascemos bons. Até provas em contrário." tem um blogue em que se respira tranquilidade - atribuiu-me um senhor prémio “É um blog muito bom sim senhor”, :).
  • Este prémio deve ser atribuído aos blogues que consideramos bons, entendendo-se como bom os que visitamos com regularidade e comentamos;
  • Ao recebermos o “É um blog muito bom sim senhor”, devemos escrever um post que inclua quem nos atribuiu o prémio com um link para o respectivo blog; tag do prémio; regras; e a indicação de 7 blogs que consideramos bons e a quem fazemos a atribuição; colocar em destaque a tag do prémio no blogue.

Sete Mares; Policromia;
Humores; Branco e Preto;
Extranumerário; Poesia Portuguesa;
Estranhos dias e Corpo do delito

.

nota: Cada blogue que possuo tem a sua forma intrínseca de existir, e é com base na do Páginas que a minha escolha foi feita. Como estive muito tempo afastada tenho que me reportar a algum tempo atrás e tendo espreitado cada blogue apontado vejo que não mudaram a qualidade. Alguns bloggers têm mais que um blogue e a escolha de um na verdade é a escolha do conjunto dos seus blogues. Os blogues também são os seus bloggers, isso também contou. Há mais... muitos mais... mas as regras são estas.

.

Passatempo/desafio


Aproveito o facto de o Eremita também me ter lançado o seguinte desafio: escrever 6 coisas peculiares (próprias, privadas, características) a meu respeito, responder e o colocar aos bloggers nomeados em “É um blog muito bom sim senhor”.

.

Vamos lá ver... sou impulsiva [em quase tudo], sonhadora [demasiado, porque para mim há sempre o hoje e o amanhã como o eram há vinte anos atrás], digo o que penso e sinto, dentro dos limites da delicadeza [o que por vezes me traz dissabores porque algumas pessoas preferem hipocrisia], sou pessimista por natureza [mas, espanto dos espantos, sempre com um travo de Esperança no amanhã], detesto o Verão [sua-se horrores e as dores de cabeça voltam], poucas pessoas se mantêm um mistério para mim desde que veja o seu olhar.

.

Agora meus amigos... como dito atrás, passo o testemunho a: Sete Mares; Policromia; Humores; Branco e Preto; Extranumerário; Poesia Portuguesa; Estranhos dias e Corpo do delito

6 comentários:

mfc disse...

Bem merecido. Parabéns!

Branca disse...

Raquel!
Que saudades!
Vim agradecer-te e deixar-te um beijinho muito grande.
Já não te visitava há algum tempo, aliás visito pouco a blogosfera ultimamente, vou passar aqui um bocadinho para ler as tuas páginas!
Bom 2008 para ti

OrCa disse...

Olá!

É um blog muito bom, sim senhora, o teu! De dádiva, de partilha, de afecto, lugares comuns que não devemos deixar esgotar no vazio dos conceitos, mas elevar, em cada momento, ao ar que respiramos "treze vezes por minuto", como dizia o Gabriel Celaya.

Espero, também, poder merecer e honrar a tua distinção, que muito agradeço.

Beijos

Jorge Castro

Charlie disse...

Muitos parabéns, mais que um blogue muito bom, és tu como ser pensante que és distinguida. Depois as coisas que és...Serás isso tudo e certamente muito mais.
Só os personagens de ficção é que se envolvem em matrizes comportamentais perfeitas. Nós pelo contrário, feitos das rochas em erosão que cobrem o planeta, de sangue e demais fluidos, somos um projecto em permanente construção e mutação.
Dum modo meramente formal e estático podemos simplesmente dizer somos o que somos. Parece ser uma pescadinha de rabo na boca, mas se somos o que somos, somos o quê a partir de que ponto de vista?

Beijo.
Carlos

Amita disse...

Este é um blog muito bom, mas muito bom mesmo. Mereces, minha amiga.
Perante a roda da vida que tantas vezes nos obriga a ausência, há amizades inesquecíveis e que perduram mesmo quando virtuais.
Por tudo, com imenso carinho te trago uma flor e um sorriso.
Bjinho
Amita

eremita disse...

Gostei de ler o que de ti dizes. Respira-se um forte travo de verdade mas, curiosamente, também de desafio. Estarei errado?
Olha, eu gosto de pessoas assim.
Obrigado por teres aceite e correspondido aos desafios.
Fraterno abraço