abril 04, 2006

Omissão

Nunca gostei de perder nem a tostões, e não tenho jeito para o logro. Assim decidi que nunca jogaria. Nem em jogos de azar, nem na vida.

Tornei-me antes num observador nato. Coleccionei atitudes, analisei-as ao milímetro, mas mantive-me sempre à margem. Se me dedicasse ao xadrez anteciparia todos os movimentos do velho Kasparov.

Ser-se analítico, permite-nos perspectivas curiosas e intuitivamente reconhecemos o carácter, mais ou menos predador, de cada peão no tabuleiro da vida.

Muitos dirão que nunca ir a jogo nesta sociedade é uma lacuna, porque com a passagem dos anos conhecemos lances suficientes que nos permitem um xeque-mate eficaz. Ou seja, atingir o topo, ilesos.

Se os fins invalidam os meios? Essa já é outra questão.

Como os jogadores arrastam irremediavelmente alguém pelo caminho, com o tempo intensificou-se-me o instinto. Mas surgiu a náusea.

Os jogadores atravessam a multidão crendo-se incorpóreos, trespassando mortais que - pensam - não sentirão o seu embate. E embora me tenha mantido afastado, na minha mente evidencia-se o que observei, pressenti e muitas vezes soube que sucederia. E pondero as denúncias que nunca fiz...

Sim, admito, transformei-me numa omissão. Vi os que iniciaram na partida e não atingiram a chegada. Desprezei o que aconteceria aos que se cruzaram pelos atalhos dos que jogam por pura sobrevivência. Virei a face. Não jogo, não faço acusações e sei que a minha omissão custou vidas. Mas não as contabilizo, tal como não conto jogadas. Só observo.

Para as náuseas? Tomo um comprimidito qualquer que alguém me receitou.

42 comentários:

AS disse...

Querida Raquel

É mais fácil quando o silêncio fica na voz
E a música do ae se esvai na sombra
E ficamos de pálpebras cerradas
Tu sabes que é assim,
Que os dias correm céleres
Não tentes perseguir o seu rasto´
Repara como em Abril as aves são felizes...

Sê como elas: não perguntes nada
Deixa que o sol responda á flor da tarde
E esquece-te do mundo!...


Para ti... com um beijo

Afrodite disse...

Delicioso! Fantástico!
Muito, muito bem escrito, na forma e no conteúdo.

Eu sei que me repito nos comentários que te faço , mas olha que a culpa não é minha!

Um beijo a transbordar de orgulho pela sua fiótinha
mom

Anna^ disse...

Um texto cheio de ironia escondida e aqui ou ali uma pontinha de sarcasmo...forte no seu conteúdo!Pelo menos é essa a análise que eu faço.
E claro,como sempre...Adorei!

bjokas ":o)

Friedrich disse...

Observa-se cada gesto, cada momento e desvia-se o olhar daquilo que não se quer ver. Omitimos sensações e gesticulamos no centro da nossa realidade, com medo que nos sejam roubadas as nossas omissões.

Não se entra em jogadas com pedras já viciadas lançadas nos logros da indiferença. Sentimos a vida a escorrer-nos entre os dedos, mas temos as mãos ocupadas de hipocrisia que nos ofusca cada olhar dirigido. Sabemos de antemão, que somos muitos, mas apesar disso, continuamos sempre sozinhos. Apenas com a nossa verdade e vontade de avançar por sítios que se desconhece, mas só com testamentos de alguém que por lá passou.
Observamos com maior quietude do que os demais, mas sofre-se em demasia porque se vê o que os outros não vêm. Digere-se mal a agonia, mas em cada gota de água que sorvemos, nos purificará a alma no caminho do purgatório?

Não resisti no alongamento das palavras?

Um beijo, querida Raquel!

Júlia Coutinho disse...

Querida Raquel,

Que texto espantoso!
E como tu escreves bem!
Deixa que te diga que a escreveres com esta qualidade tens mesmo que publicar. Ainda que sejam pequenos apontamentos como este.
Mas intensos de conteúdo e com uma linguagem solta, irónica que nos subjuga e diz.
Tens que compilar as coisas que tens feito. Eu não conheço a produção anterior mas já percebi que estou perante uma grande escritora.

Luís Oliveira disse...

Raquel

Este fulano está tão parecido comigo que assusta.
Só não uso chapéu, acho q sou mais novo, mas muito igual na cara.
Arrepia-me...
Bjs

Nilson Barcelli disse...

Referes-te, com certeza, ao jogo sujo da vida. Porque há outros jogos, os limpos, os leais, os honestos.
De facto, a sociedade em geral está cheia de jogo viciado, baixo, mesquinho, vil, enfim, um jogo em que cada um procura manipular o outro para proveito próprio, sem se preocupar em respeitar as elementares regras cívicas ou morais nem os interesses dos outros. O que é grave, penso eu, é que os jogadores ?batoteiros? estarão em maioria. Daí que, muitas vezes, a atitude mais prudente seja a de ?não ir ao jogo?, principalmente quando não temos trunfos suficientes para os fazer perder. Mas, se tivermos uma ?boa mão?, devemos confrontá-los de modo a que esses jogadores ?abram o jogo? e fiquem a nu perante os que o rodeiam. Só assim poderemos melhorar o jogo da vida?
O teu texto representa, de qualquer modo e no meu ponto de vista, uma visão muito própria e específica de um tipo de jogadores perante os quais deveremos quase sempre optar pela omissão de que falas (não ?ir a jogo?). Nesse sentido, expressa uma leitura correcta em termos de comportamento social e, o que é mais importante, é apresentado numa linguagem a que já nos habituaste: incisiva, mordaz e muito bem elaborada, da qual eu gostei. Não fora isso puxava-te as orelhas, pois estás ?obrigada? a escrever sempre bem, sem direito a qualquer falha ou omissão?.
Um beijo, cara amiga.

Miguel disse...

Ironia e verdade juntas!
O resultado é o texto!
Cheia de verdades implicitas e uma ironia demolidora!

O jogo da vida!?

Temos que tentar eliminar as ervas daninhas pouco a pouco!

De forma a viver em harmonia!

Bjks da Matilde

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Adorei o texto.
Grande sentido de observação, o que é uma virtude, um bom observador está sempre um passo à frente dos mais distraidos, e mais bem preparado para as vicissitudes da vida...
Bjx

Menina_marota disse...

O encontro e desencontro de jogos de vida e de poder ?
Longe vão os tempos, do jogo limpo, olhos nos olhos, da transparência?
O agora? no salve-se quem puder? que tiver ?olho? é rei?
Não gosto de jogos, a não ser daqueles que fazia com os meus filhotes, inocentes, verdadeiros?

A Vida é um jogo, diria antes? uma roleta russa?

Um abraço carinhoso ;)

quarentaom disse...

APELO em divulgação na internet:

ÚTEROS ARTIFICIAIS: Uma Investigação Cientifica Prioritária


[ em ANEXO está explicado a origem do TABÚ-SEXO ]


As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir a sua História!!!

As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir que a SOBREVIVÊNCIA não caiu do céu!!!
As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir que a SOBREVIVÊNCIA só foi possível graças a um Largo Trabalho Sociológico...... nomeadamente, uma Boa Gestão dos Recursos Humanos...... nomeadamente, o facto de elas terem conseguido MOTIVAR os machos sexualmente mais fracos no sentido de eles se interessarem pela SOBREVIVÊNCIA da SUA Identidade!!!
Dito de outra forma, agora que possuem as 'costas quentes' - graças à existência de Armas de Alta Tecnologia - as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas não podem... pura e simplesmente... deitar os machos sexualmente mais fracos... para o 'caixote do lixo' da sociedade!!!!!!......


Como seria de esperar, o FIM do Tabú-Sexo está a provocar o Declínio Acelerado de muitos Povos Tradicionalmente Monogâmicos...
Com o FIM do Tabú-Sexo veio a acontecer aquilo que seria exactamente de esperar: a percentagem de MACHOS SEM FILHOS disparou... e... exactamente como seria de esperar... os machos de maior sucesso passaram a ter filhos de sucessivos casamentos...


Com o fim do Tabú-Sexo também vieram a suceder os seguintes fenómenos:
-1- a proibição da Poligamia passou a ser uma coisa que JÁ NÃO FAZ SENTIDO; de facto, basta observar o seguinte: muitas fêmeas das Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas passaram a procurar machos de melhor qualidade... oriundos de Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas...
[ Nota: Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que têm filhos... ou seja... estas Sociedades procuram seleccionar e apurar a qualidade dos seus machos... ]
-2- muitos machos das Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas passaram a ir à procura de fêmeas Economicamente Fragilizadas... oriundas de outras Sociedades...
[ Nota: Aqueles machos ( dotados de Boa Saúde... ) que não estão interessados em seguir este caminho..., devem possuir o LEGÍTIMO Direito de ter acesso a Úteros Artificiais ]


Mais, a Prostituição deve ser uma actividade rigorosamente controlada pelo Estado... de forma a que:
-1- seja concedido às profissionais do sexo todas as condições consideradas necessárias...
-2- os lucros obtidos com a exploração da 'Prostituição de Luxo'... possam comparticipar uma 'Prostituição a Custos Controlados'... mais barata ( para os Machos Sexualmente Mais Fracos - rejeitados pelas Fêmeas ) ... e sem 'beliscar' a dignidade das profissionais do sexo.



***************************************



ANEXO: A origem do TABÚ-SEXO

--- Nos tempos mais antigos... as mulheres teriam possuído toda a Liberdade e Independência.

--- Depois, mais tarde, pela necessidade de luta pela sobrevivência... ou ... pela ambição de ocupar e dominar novos territórios... alguém fez uma descoberta extraordinária: --> A REPRESSÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES!
--- A Repressão dos Direitos das Mulheres tinha como objectivo tratar as mulheres como uns meros 'úteros ambulantes'... para que... as sociedades ficassem dotadas duma VANTAGEM COMPETITIVA DEMOGRÁFICA!!!!!!
--- De facto, quando as guerras eram lutas 'corpo-a-corpo' o factor numérico ( número de combatentes disponíveis ) era de uma importância decisiva... visto que...esse factor era ( frequentemente ) determinante na decisão das Batalhas e das Guerras...

--- Depois, pela necessidade de luta pela sobrevivência... ou ... pela ambição de ocupar e dominar novos territórios... alguém fez uma nova descoberta extraordinária: --> O TABÚ-SEXO!
--- O Tabú-Sexo tinha como objectivo proporcionar uma melhor rentabilização dos Recursos Humanos da Sociedade!?!?!?!...
--- De facto, o Ser Humano não é nenhum Extraterrestre: tal como acontece com muitos outros animais mamíferos, duma maneira geral, as fêmeas humanas são 'particularmente sensíveis' para com os machos mais fortes...
--- Analisando o Tabú-Sexo:
- a sociedade dificultava o acesso das mulheres à independência económica;
- as mulheres que não casassem eram alvo de crítica social...
[ portanto... como é óbvio... as mulheres eram 'pressionadas' no sentido do Casamento ]
- não devia haver sexo antes do Casamento;
- as mulheres não deviam procurar obter prazer no sexo;
- as mulheres que se sentissem sexualmente insatisfeitas, não podiam falar nesse assunto a ninguém, pois o desempenho sexual dos machos não podia ser questionado;
- era proibido o divórcio;...
...........torna-se óbvio que o Verdadeiro Objectivo do Tabú-Sexo eram montar uma autêntica armadilha às fêmeas... de forma a que... estas fossem conduzidas a aceitar os machos sexualmente mais fracos!!!
--- Dito de outra forma, o VERDADEIRO OBJECTIVO do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos mais fracos!!!

--- Nota: Quando as guerras eram lutas ' corpo-a-corpo', para além do factor numérico ser de de muita importância... frequentemente... o que decidia as guerras era a MOTIVAÇÃO com que os combatentes ( os homens ) lutavam...
--- Concluindo, ao permitir que fosse realizada uma Boa Gestão dos Recursos Humanos da Sociedade... o Tabú-Sexo fez com que... as sociedades ficassem dotadas duma VANTAGEM COMPETITIVA!!!...

MAIS:
--- Quando as batalhas eram lutas corpo-a-corpo... essas batalhas seriam autênticas carnificinas... portanto... era necessário uma grande disciplina... para não existirem homens cada um a fugir para o seu lado...
--- Ora, os responsáveis militares, da altura, não andavam a dormir... e sabiam que para se construir um exército disciplinado era necessário realizar previamente um Largo Trabalho Sociológico de Longo Prazo... no sentido de formar 'Homens Rudes'...; portanto, não é de admirar que tenham surgido na sociedade ' frases-feitas ' do tipo:
- " um homem nunca chora ";
- " não és homem não és nada se... ";
- " a tropa foi feita para os homens ";
- etc...

Que eu me lembre... eis três casos curiosos:
-1- as mulheres tinham de ficar em casa a cuidar dos filhos ( ou seja, era necessário assegurar a Capacidade de Renovação Demográfica...) , caso contrário, o inimigo impunha uma Guerra de Desgaste Demográfico... e ao fim de uma geração ( sem Renovação Demográfica do ?outro lado?... )... ganhava a guerra 'com uma perna às costas'.
-2- as viúvas não podiam voltar a casar... pois... não era nada benéfico para a moral dos combatentes... eles pensarem que... se eles viessem a morrer no campo de batalha... depois a mulher ia 'curtir' com outro...
-3- existia uma forte repressão sobre os homossexuais... visto que ... a Sociedade necessitava de 'Homens Rudes' para combater nas batalhas ( autênticas carnificinas de lutas corpo-a-corpo... ).



P.S.
É preciso desmascarar esta SOCIEDADE HIPÓCRITA que pretende que sejam classificados como 'PRECONCEITOS'... determinados comportamentos... que foram ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIOS para a sua SOBREVIVÊNCIA!!!......

Daniel Aladiah disse...

Querida Ana
Chega a ser deprimente pensarmos que poderemos ser meros peões no xadrez da vida. Embora não sabendo as razões, quero acreditar (sempre optimista) que elas existem para nós por aqui andarmos.
Um beijo
Daniel

Thiago Forrest Gump disse...

Já derrotei Kasparov. Duas vezes.

holeart disse...

klic!..........:)..........C.

Titas disse...

um miminho....


http://www.jacquielawson.com/viewcard.asp?cont=1&hdr=0&pv=FL04EN

zecadanau disse...

Excelente, e mais não digo porque os companheiros já esmiuçaram tudo.

Um @bração do
Zeca da Nau

Su disse...

belo texto. adorei ler.te


tb tomo um comprimdo qd .....

jocas maradas

gato_escaldado disse...

gosto de sujar as mãos, por isso jogo! mas não todos os jogos, mas os jogos que escolho. e não jogo para ganhar! jogo, pelo puro prazer... de não ficar á margem, espreitar as cartas dos outros...

belo texto

beijos

Teresa Queiroz disse...

Muito bom...Lê-se num ápice...óptimo conteúdo...magnifica música que escolheste para o blog
Parabens

Reporter disse...

Muito bem, Raquel.
O texto, excelente.
A música - Joe Cocker, First we take Manhattan (than we take Berlin)- fantastica.
Bjs.

francis disse...

Ou seja, Raquel; Apostas em não jogar...

manuel disse...

Um texto muito bem escrito, carregado de uma ironia amarga, que me surpreende...

beijos

charlie disse...

E tomamos um comprimido como se fosse uma cápsula da consciência.
Todas as náuseas ficam lá para trás. Na nossa nave do tamanho dum botão cabe toda a nossa alma. Viajamos para longe do que não tem remédio. O mundo perfeito fica ao alcance do sono.
Apetece sempre acordar do lado de lá e olhar depois para esta margem como algo distante e perdido na névoa onde não se distinguem os vermes a trepar uns por cima dos outros. Sabe tão bem olhar para os planos de fundo das paisagens.
Cinza e azuis confundem-se com o céu e tem o sabor a um comprimido. Tudo está bem quando está longe do olhar.

PortoCroft disse...

Excelente texto Ana.

Eu? Para as náuseas? Tomo dois comprimiditos quaisquer... ***

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Já tinha comentado este post, no entanto não podia passar por aqui sem deixar votos de uma Santa e Feliz Páscoa.
Bjx e bom fim de semana

Luís Monteiro da Cunha disse...

Nem sempre a omissão do que presenciamos, é a melhor solução.
Podemos até, deixar de viver, pecando por omissão.
Para tudo existe um momento...
O de observar e analisar...
O de observar, analisar... e intervir...

Mas jogo por jogo, permito-me observar apenas quem melhor do que eu sabe dar as cartas, ou mover as pedras do tabuleiro, até que... discorde!


Desejo-te uma Santa Páscoa
Beijinhos

José de Portugal disse...

Dizem todas as antigas tradições que o verbo foi um dos princípios criadores do Universo. E como nós sabemos como as palavras são criadoras e/ou destruidoras!Depende da forma como se sabe usá-las... Já dizia Sciro que quem não sabe falar também não sabe calar-se... Parabéns, Raquel, porque és uma criadora... E mais não digo, por desnecessário.

zecadanau disse...

Votos de UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA.

Um @bração do
Zeca da Nau

Thiago Forrest Gump disse...

Uma boa Páscoa a ti Rachel! :)



Abraços

laddy C disse...

Fantástico!
Observar muitas vezes é o maior segredo na roda viciada que é a vida!
com ela aprendemos os truques todos... Depois utilizá-los ou não, isso está na consciência de cada um!
O comprimido serve para aliviar as omissões de muito que gostaríamos de ter dito e não dizemos...lol
Também para ke?! Dados viciados...jogos ganhos!
Beijinhos

Daniela Mann disse...

Olá Raquel,
Talvez eu possa ajudar!
Só tem que preencher os dados, escolher a categoria e pronto! Aquele código que lá está é opcional! Ignore-o!
Prencha só os seu dados e escoha uma categoria, clique no continuar e já está!
Se não conseguir, escreva para:
emperial@sapo.pt
Beijinhos

TMara disse...

li-te e vi apersonagem e ela pode ser gémes de uma outra minha. Ou atá a mesma.
Bjocas minha crida. boa semana. luz e paz em teu caminhar

Kalinka disse...

Olá, passei para dizer que estou de regresso, e vim deixar um beijinho de saudades.

Lord of Erewhon disse...

Comprimidos para enxaquecas vampíricas... tens?:)=
Dark kiss.

O Micróbio II disse...

Magnífico texto... e numa altura destas em que tanto se fala do casino de Lisboa, nada melhor que um post destes para se pensar em entrar em "jogatanas"... :-)

Friedrich disse...

Chegar tarde?

Vim comer teu bolo sem muito doce
Mas, quando penso neste dia
Tento entrar de mansinho, sem bater.
Apenas vi o teu amor encantador
Através da Windows deste computador

Transladam-se Interrogações de Tanto Amor elas São

http://www.jacquielawson.com/viewcard.asp?cont=1&hdr=0&pv=FL04EN

ps: este comnets é para o post de cima...

Alexandre Sousa disse...

Venho solenemente anunciar que vai sair no próximo mês de Maio o meu primeiro livro.. CUMPLICIDADES é o seu titulo.

OrCa disse...

Quando um toque de amargor se deixa possuir por uma levíssima ironia, o cocktail obtido nem precisa de gelo para ser um refrigério para a alma...

Beijos.

maresia disse...

as naúseas são um mal bem menor...

Lord of Erewhon disse...

Jogar Xadrez é fixe... mesmo quando não é Xadrez... ;)
Dark kiss.

LLOURENZO disse...

Fortes palavras o xadrez é o espelho da vida!Beijos:))

LLOURENZO disse...

O jogo de xadrez é um conjunto de regras,pensamentos e emoções! fortes palavras gostei:)) Beijos