junho 29, 2005

Poeta...
.
Nunca renunciarei a sonhar,
a desejar que o amor
seja infinitamente mais azul
e profundo que o mar...
O piano sente-se,
borboletas, asas de prata,
contrastam com o brilho intenso
da chama que ilumina
cada passo da nossa dança.
Como se o mundo girasse em torno
de um imenso conto de fadas.
Como se fosse possível apenas a paz
que leio no teu olhar...
à procura do meu sorriso.

19 comentários:

Ricardo Leal disse...

Ana, que dizer...

Tão só, um pai disse...

Ah, estamos numa de "dança". Dancemos, então.
Beijinho.

bertus disse...

É necessário
(para não escrever urgente)
que daqui leia sempre
o teu sorriso;
que não seja preciso
interrogar-me permanentemente.

Assim a paz que lês no meu olhar
não será um conto de fadas;
é uma realidade tangível.


NOTA: Não te interrogues demasiado nos comments aos meus textos...para não perderes o fio à meada...

H. disse...

:)

O poeta... é imortal... E por muito que sofra e desespere há algo a que nunca renuncia... é a si próprio!

Aproveito para dizer gostei imenso dos teus comentários (Obrigada!!)e que fiquei toda babada a ler o que deixaste no meu 1º post de 2ª feiras... =)

Eva Lima disse...

Há por aqui alguém apaixonado, ou será da minha vista?

beijinho

Daniel Aladiah disse...

Querida Ana Raquel
Nunca renuncies ao sonho do amor, pois até só isso nos alimenta a alma...
Um beijo
Daniel

Tão só, um pai disse...

Beijinho de bom dia! Então, hoje não se acorda para o amor?

Margarida Atheling disse...

:)

Lindo!!!

É melhor nem acrescentar mais nada!

Beijinhos!

Eva Lima disse...

Hoje dorme-se até tarde?
bjinhos

Carlos Barros disse...

a vida..essa mesmo...está por todo lado com e sem silêncios, com e sem maldades, com e sem resistências..
e mais?! mais para quê..temos que andar para a frente e pairar..

Carlos Barros disse...

é este o sentimento: os poemas para mim não se comentam sentem-se... por isso essa paz que se procura, encontra-se por ai, qd seguimos com a nossa vida para a frente... eles aparecem, não desvanecem... eu digo o que sinto, mas nem sempre faz sentido mas isso sou eu.

bertus disse...

...deixa-me cá ver se percebi bem; mas tu agora obrigas o pessoal a comentar-te "em sentido"?! Mas isto é um blog ou um quartel?!

Tá visto que um dia destes só posso comentar aqui, fardado...

Raquel V. disse...

LOL
sou neta de coronel (piloto aviador)... xa ver... fardita de aviador era nice :D
Até tive um namoradito(dão) que usava farda... olha... n é assim tão má ideia... ;)

JUST kidding :))

E pronto... lá se vai a minha regra de não responder aqui!

Amigos... gente linda, comentadores... não se ofendam... mas é que "prontus"! É o bertus... lol

tovarisch Molotov disse...

http://pwp.netcabo.pt/0667649901/
matador.wma

so mais desta vez...

Tão só, um pai disse...

Bom dia,
Já reparaste que as asas de alguma borboletas têm a forma de um coração?
Beijinhos.

AS disse...

Raquel.. nunca renuncies ao sonho!

Deixo-te um beijo e um sorriso...

concha disse...

Ai que bom encontrar aqui estas palavras verdes de esperança.
Obrigada pelo amor sem fim, pelo piano, pelas borboletas, pelo conto de fadas, pela paz.

JMTeles da Silva disse...

Poeta, poeta, amores à parte, né?
Ou não?
Jokas

Raquel V. disse...

O menino está a provocar-me? ;)

À parte nada! Tudo!