maio 13, 2008

Devia ter uns quatro para cinco anos e vivia naquele lugar fantástico que para mim era Luanda. Era uma criança intensamente feliz e muito irrequieta. Nesses tempos o sol brilhava sempre, quer no horizonte quer na minha forma de ver o mundo. Saltava da cama pronta para aproveitar tudo o que pudesse da vida e olhava à volta e tudo era simples, descomplicado e brincava num jardim, no meu jardim. Muitas flores, uma bela Palmeira, em forma de Palmier e que nunca esquecerei, uma imensa árvore nas traseiras da casa e um baloiço em ferro, enorme, para o meu olhar de menina pequena.
Só uma coisa me arreliava. O meu triciclo. Eu queria era uma bicicleta. Não sei quando foi que vi pela primeira vez uma bicicleta mas a verdade é não me saía da cabeça tal brinquedo. Por isso nunca me esquecerei do truque que inventei para assemelhar o meu triciclo a uma bicicleta: um baldinho de praia, virado, em cima do banco do triciclo. Não era nada cómodo mas eu girava pelo jardim fazendo de conta que já tinha a "minha bicicleta".
Ainda consigo ver-me, como se estivesse de fora a observar-me, uma criança feliz a perseguir um dos seus primeiros sonhos…



Obrigada Amigo Eremit@, que ao me ofereceres esta bicicleta me fizeste recordar...

6 comentários:

TMara disse...

Merecidamente ta ofertou e k belo momento de doçutra de tua infância nos ofertaste.
Ainda ou JÁ (?), deixei a resposta ao teu desafio dsobre a nossa - auto-imagem - mas os nomes dos agraciados com a "comenda" seguem amanhã.
Bjs
Luz e paz

TMara disse...

Emendas/gralhas:
1 - doçura
2 -sobre

Rosa Brava disse...

Ao ler o teu texto veio-me à memória outros tempos, em que eu passei do triciclo para a tão sonhada bicicleta!
Gostei de te ler e parabéns pelo presente de uma bicicleta taõ bonita!

Beijinho e bom fim de semana ;)

TMara disse...

Raquel lá acabei hoje. Fiz os dois em um e acho k fiz boas indicações.
De pessoas k não conheço (excepto uma e sabes qual)mas que considero bastante.
O corpo continua a atraiçoar-me e ando um bocado (demais. Demais mesmo!) aos solavancos.
Bjocas e bom f.s

TMara disse...

Ola;))
Ja +postei o meu "meme" e desafiei. A valsa começou.
Bjs
Luz e paz

Sónia Pessoa disse...

as coisas mais simples... são as mais importantes... as que deixam marcas e recordações para sempre...