junho 03, 2005


Apeteceu-me*...

No quarto, sentado, num cadeirão velho de veludo gasto e esverdea- do, Tiago, amorfo, já só mantém do antigamente a tez bem morena que lhe ficou por herança.
Tudo o resto são memórias e rugas finas, indeléveis. Deixa-se ficar parado no tempo porque lhe facilita o presente. Em determinadas circunstâncias até sorri, ainda que ninguém o veja. Um sorriso trocista, irónico. Volta a ser o menino que corria pela imensa praia de águas quentes, atrás de caranguejos que nunca conseguiria agarrar. Fica a sorrir. Os caranguejos ludibriavam-no, fugiam-lhe ali mesmo à beira mar ainda que ele se sentisse um reizinho naquela imensidão toda. Tinha sido um miúdo feliz, feito para aquela terra que também era feita à sua medida. Haveria de saber o que era ser-se desterrado. De Angola só conheceu Luanda, porque já lá estava quando abriu os olhos a sério.
(para continuar a ler clique aqui)



*Aceitar o desafio...

...para o post Na corrente do Bengo I (capítulo novo d' "O Enigma"): "entra em cena Tiago, um angolano que nasceu no Lobito, filho de pai português e mãe angolana.Vamos descrever a meninice deste mulato em Luanda, onde fez o Liceu e conheceu a mãe de Ricardo, por quem se apaixonou". De João Mãos de Tesoura .

25 comentários:

Mitsou disse...

Querida Raquel, um beijinho doce de boa noite e até amanhã, linda :)**

Tão só, um pai disse...

Bom dia e parabéns. Hoje vai estar um bom dia para se escrever. Quente! Beijinho morno.

Mitsou disse...

Beijinho matinal, querida Raquel. Então insónias? Já somos duas, amiga. Aproveitei para fazer umas páginas e só acordei há bocadito..Um dia feliz e até mais logo :)

Eva Lima disse...

Bom dia linda ( ou será boa tarde?)

concha disse...

Beijinho de boa semana!

Raquel V. disse...

Mi, Eva e Concha,
Obrigada :)Beijo


T
Parabéns nada seu "mudador" de histórias... e ainda teria "mudado as fotos de lugar"... :P (agora sempre que leio aquela parte fica a sensação de algo fora do sítio).
Beijinho

João Scottex disse...

Estava a ver que tinham desistido! Raquel obrigado pela visita, continuem o romance trágico-cómico (estou a brincar), deve ser uma experiêcia gira, mas a este ritmo! Bjx

trintapermanente disse...

obrigada pela visita :)

AS disse...

O tiago é uma imagem fiel de "Os Meninos d´Angola", que Mia Couto tão bem nos dá a conhecer. Como o "nosso" Tiago a correr pela prais imensa atrás dos caranguejos que nunca conseguia apanhar... como a felicidade!...

Um beijo

Abc Dário disse...

Obrigado pelo comentário. Mais um espaço que conheço. Gráficamente perfeito.
Agora vou ler.
Abraços.

Tão só, um pai disse...

Ah, "mudador" de histórias? Sabes que sim, a queda em cima da transeunte, a caixa de sapatos com as fotos, o prédio na Almirante Reis.
Beijinho á temperatura ambiente.

RC disse...

(Fora de tema)

Que silêncio tem estado por aqui... Sei que andos por aí porque me tens visitado mas, como estarás? Os meus Instantes no Cinema irão voltar, mas muito devagar pois não é fácil encontrar imagens como as primeiras. Não as procurando intensamente, vou observando todos os filmes vistos em DVD (têm que ser tiradas a partir daí) com redobrada atenção.

Beijinhos e obrigado pelos comentários.

Mitsou disse...

Beijocas nocturnas e uma noite feliz, querida Raquel. Tenho saudades das nossas conversas mas talvez amanhã consiga vir à superfície respirar um bocadinho :))

Raquel V. disse...

trintapermanente,
:)


Abc Dário,
Abraços daqui, que fiquei super fã! Para quem gosta da área gráfica é um must!




Querida Mi,
Beijo grande *


T,
o prédio na Almirante Reis... quantas recordações. Casas grandes, com corredores a perder de vista... nada que se compare a estas casas de agora. Sim, via o Tiago aí perfeitamente.
Beijinho fesco que agora finalmente está uma brisa mais agradável!


João,
agora a pena passa a outros. Foi uma experiência gira mas agora tenho que ver por onde vai a história caminhar... Bj


Frog,
Obrigada...
Sobretudo é uma cópia fiel de um nadinha de mim... por isso não resisti a tentar escrever algo.
Beijo


Rodrigues,
Belíssimos intantes... sem dúvida!
Nunca é fora de tema. Seja o que for que se diga... Beijinhos

Tão só, um pai disse...

... e quem poderá devolver o passado ao personagem? será que ele o quer? onde poderá ele ver o reflexo do que foi?
Beijinho de bons dias!

dam disse...

Este texto devolveu-me à memória, a minha infância. Muito obrigado...

JMTeles da Silva disse...

Bom dia Rachel. Quando teremos mais?
Bjocas.

LetrasaoAcaso disse...

O passado não precisa de ser devolvido. Apenas pq o passado está sempre no nosso baú das memórias. Umas vezes fantasmas, outras doces lembranças.
Quero felicitar-te pela qualidade da escrita.
Soberba.
O que leste no "Letras" são pequenos excertos de algo que daqui por dois meses mais ou menos será livro.
Gostei que tenhas gostado.
Beijos

Mitsou disse...

Bom dia! Ainda não comentei o post. Aqui, claro :) Porque já o conhecia e disse-to na altura. Brilhante! Beijocas e, como diz o JM, quando teremos mais? :)****

LetrasaoAcaso disse...

Não tem email.
Vou deixar-to.
LetrasAoAcaso@hotmail.com
Beijo e muito obrigado.

Menina_marota disse...

APassei para ler. Felizmente, o meu pc já deixa comentar. Voltarei com mais tempo
Abraço ;-)

Raquel V. disse...

T,
talvez na memória, ou naquela sensação eterna de que nunca saímos dos 20 anos... e só o reflexo no espelho nos ensina (todos os dias) que somos mortais.


Dam,
obrigada eu... por saber que pude/soube fazer com que tal acontecesse...


Mi e JM,
só me chamam de preguiçosa... ai os meninos...
(Querida Mi, sinceramente, sem a tua crítica tão positiva, além da de um grande, grande amigo meu, talvez este texto não estivesse aqui - tb - no meu cantinho... Obrigada!) Bjs grandes!


LetrasaoAcaso,
Como já o disse "off the record", volto a repetir, gostei muito das tuas palavras, quer as dos excertos do teu livro, quer as ditas aqui... Obrigada. Beijos


Menina_marota,
Também irei mais vezes ao teu cantinho! Abraços

H. disse...

Escreves muito bem Raquel!
Hoje em dia todos escrevemos, mas nem todos escrevem bem. Há gente que vende milhões de cópias e ñ sabe escrever. Tu encantas dezenas de leitores e tens um talento enorme. Mesmo que só agr o estejas a descobrir, que importa? Importa é que o faças desabrochar!

Deste-me força, dás-me força com as palavras que me deixas. Sempre reais mas cheias de humanidades. Não me tentas iludir mas não deixas de me apoiar. Obrigada por tudo! Vou continuar a passar por cá :)

*muah*

TMara disse...

k deliciosa descrição de uma parcela da infância. Lerei o resto. Bjs e ;)

Raquel V. disse...

Helena,
Como te disse...
Um imenso e sentido obrigada...
Um beijo muito grande


TMara,
Também gostei do teu cantinho... Obrigada :) Beijos